Publicidade

sábado, 21 de março de 2015 NBB | 04:17

Bauru supera série do Flamengo e estabelece novo recorde no NBB

Compartilhe: Twitter

A temporada do Bauru está cada vez melhor. Campeão do Paulista, da Liga Sul-Americana e da Liga das Américas, o time viveu um novo momento especial nesta sexta-feira. Liderado pelos 14 pontos e oito assistências do armador Ricardo Fischer, bateu o Palmeiras fora de casa por 77 a 65 e chegou a 21 vitórias consecutivas no NBB. Trata-se de um novo recorde na história da competição durante a fase de classificação.

Ricardo Fischer: 14 pontos e oito assistências para liderar vitória de Bauru (Foto: Fábio Menotti/Ag. Palmeiras)

Ricardo Fischer: 14 pontos e oito assistências para liderar Bauru (Foto: Fábio Menotti/Ag. Palmeiras)

Antes desta sequência, a melhor marca pertencia ao Flamengo, que iniciou a temporada 2012/13 ganhando os 20 primeiros compromissos. A invencibilidade só caiu na 21ª rodada, quando Franca foi ao Rio de Janeiro, reverteu uma desvantagem de 12 pontos no último quarto e superou os mandantes pelo placar de 91 a 86.

O ala Jhonatan, que hoje está no Palmeiras, anotou 22 pontos para o time francano e foi o cestinha do encontro, além de ter apanhado cinco rebotes. Outro grande responsável pelo resultado foi o ala-pivô Teichmann, atualmente em Limeira, dono de 14 pontos, nove rebotes e três tocos.

“Nós e toda a cidade acreditávamos nessa vitória”, disse Teichmann naquele 16 de fevereiro de 2013. “Nosso time não desiste nunca. Nós marcamos, roubamos a bola, demos toco, corremos muito e ganhamos o jogo nessa defesa. Esse time tem muito futuro”, completou.

É curioso notar que apenas quatro jogadores que representaram Franca naquela oportunidade continuam no elenco: o armador Juan Pablo Figueroa, os alas Léo Meindl e Antonio e o pivô Lucas Mariano.

O resto se mandou, assim como Jhonatan e Teichmann. Cauê Borges foi para a Liga Sorocabana. Jefferson Socas é jogador do Basquete Cearense. Zanini está em Uberlândia. Kurtz, no Pinheiros. Romário disputa a Liga Ouro por Campo Mourão. E Jerônimo está sem time.

Jhonatan, hoje no Palmeiras, ajudou Franca a quebrar série do Flamengo em 2013 (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem)

Jhonatan, hoje no Palmeiras, ajudou Franca a quebrar série do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem)

Franca conseguiu chegar até as quartas de final naquela temporada. O Flamengo foi o campeão. Algo que parece ter chances cada vez maiores de acontecer neste ano com Bauru.

“É um resultado de um trabalho sério, mas não podemos viver de números”, afirmou o técnico Guerrinha sobre a invencibilidade histórica. “Estamos com foco total no NBB e não foi um jogo fácil. Ganhamos na defesa e entramos um pouco desligados no ataque. Uma vitória dessa, após conquistar um título e jogando na casa do adversário, é um resultado muito importante.”

Considerando também partidas de playoffs, o recorde de vitórias ainda é do Flamengo. Foram 24 triunfos consecutivos entre a 12ª rodada da temporada 2008/09 (a primeira do NBB) e a derrota para Brasília no segundo confronto da decisão — disputada no sistema melhor de cinco naquela época.

Bauru pode ultrapassar mais essa marca ainda na fase de classificação. Franca, Pinheiros, Mogi das Cruzes e São José serão os oponentes nas quatro últimas rodadas antes dos playoffs. Se passar por todos, chegará a 25 vitórias consecutivas. Número que impressiona e deixa bem claro o tamanho da dificuldade que a concorrência terá para evitar mais esse título na temporada da equipe paulista.

Autor: Tags: , ,

4 comentários | Comentar

  1. 54 Léo 23/03/2015 11:34

    Bauru está fazendo um trabalho belíssimo mesmo, mas estou tão ancioso para ver esse ano o Ricardo Fischer na seleção do Pan quanto para ver Bauru numa possível final do NBB.
    Falando em seleção, eu acho que foram raros os momentos que vi o Alex jogar na seleção tanto quanto está jogando em Bauru. Em Brasília ele não era tão agressivo quanto está sendo nesse NBB também.
    Guerrinha é um excelente gestor de pessoas e aproveito para propor uma discussão: eu sou muito fã do Magnano, apesar dos pesares, mas pensando que ele possa sair do comando eventualmente, será que o Guerrinha conseguiria manter essa qualidade de um jogo mais pensado e cadenciado e defesa forte ou seria uma correria sem defesa da época do Lula e Hélio Rubens?
    Aliás, sobre o mundial, em que fase anda a Euroliga? Já estão nos playoffs?

    Responder
    • Luis Araújo 23/03/2015 22:12

      Não sei, Léo. Mas certamente vale a pena tentar imaginar o que sairia dessa experiência, já que o trabalho que ele faz hoje à frente de Bauru é sensacional. É vedade que o time tem uma máquina, mas ele tem mérito total por fazer funcionar.
      Sobre a Euroliga: está no Top 16, já foram 11 rodadas. Fenerbahce e Real Madrid lideram os dois grupos, com nove vitórias e duas derrotas cada um.

      Responder
  2. 53 moises gomes de bastos 21/03/2015 17:37

    Com ajuda do esquema de manipulação é fácil, quero ver e ganhar legitimamente ! Olha aí Bob- Alhão acusar o Flamengo é fácil, porém você está se esquecendo que a perseguição contra o Flamengo é uma coisa antiga sendo um clube campeão invicto em 1914, dois tri campeonato e etc…antes da fundação da Rede Globo em 1965 uma coisa que alguns times nunca foram até hoje, e alguns somente depois de 1990 quando o Sr Ricardo Teixeira ocupou a CBF. Bota o nome do seu clube que eu te digo todos os podres dele. Vasco tri-Armação 1992/93/94; Corinthians nunca havia sido campeão Brasileiro ; São Paulo nunca foi tri paulista e foi tri Armação Brasileiro; Santos time de viúvas até 1990, Palmeiras saiu da crise depois de 1990, Etc.

    Responder
    • Luis Araújo 21/03/2015 18:22

      Vamos deixar isso tudo de lado, pessoal. Por favor.
      Sem futebol. O Flamengo por aqui é um time de basquete. Assim como Palmeiras, Bauru, Barcelona, Real Madrid, Los Angeles Lakers, New York Knicks, etc. Todos são vistos dessa maneira por aqui. Sem perseguição ou privilégio a ninguém. Isso é coisa de conversa de bar sobre futebol.
      Abs.

      Responder
  3. 52 Bob 21/03/2015 12:48

    É muito fácil explicar o anti-flamenguismo. Não há necessidade de estudos aprofundados.
    Você pega um time que só tinha como maior título, um torneio Rio-São Paulo de 1961, antes da criação da Globo em 1965. Que foi incentivado para distrair o povão na ditadura, que é protegido pela mídia, envolvido em uma interminável série de beneficiamentos pelo apito amigo, envolvido com maracutaias, trapaças, papeletas amarelas, que faz tudo por títulos, sem pudor ou ética, que fica evidente no seu slogan “roubado é mais gostoso” criado por um atleta seu. Você junta a isso favorecimentos da CBF, STJD, uma mídia parcial, tramóias para não ser rebaixado, só pode atrair o desprezo dos torcedores das agremiações que possuem títulos conquistados somente no campo, como deveria ser.

    Responder
  4. 51 Jorge Leite Pinto 21/03/2015 11:35

    O anti-flamenguismo deveria ser matéria de estudos psicológicos e/ou sociais…
    O Bauru atinge uma marca de invencibilidade que deve ser enaltecida e comemorada pelo clube. Ok. Mas a maior parte da matéria (incluindo o título) se dedica a rememorar uma derrota do … Flamengo! Com direito a declarações e entrevistas dos heróis do… Franca!
    Sem trocadilhos: francamente…

    Responder
    • Luis Araújo 21/03/2015 14:46

      Não há nada de anti-flamenguismo por aqui, Jorge.
      Foi simplesmente uma lembrança da marca anterior. Você pensaria a mesma coisa se, sei lá, o Golden State Warriors ultrapassasse a sequência de vitórias do Lakers na NBA e pintasse por aqui uma lembrança da série do Lakers? Qual seria sua reação, honestamente?
      Mas só porque é Flamengo a coisa toma um rumo diferente.
      A “futebolização” não existe por aqui, entenda isso, por favor.
      Abs.

      Responder
  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios